Alimentação saudável ajuda o processo de reprodução assistida?


compartilhe esse post.

Para o casal que está tentando engravidar, mas tem encontrado dificuldades, diversos fatores que podem ajudar começam a ser questionados, como a alimentação saudável. O primeiro passo, no entanto, é procurar o auxílio de um médico especialista em reprodução assistida.

O que é reprodução assistida?

A reprodução assistida consiste em diferentes tratamentos que podem ser realizados visando auxiliar casais que encontram dificuldades de engravidar espontaneamente. Entre as técnicas que podem ser empregadas, por exemplo, estão:

  • inseminação intra-uterina (IIU);
  • fertilização in vitro (FIV);
  • FIV com injeção intracitoplasmática de espermatozóide (ICSI);
  • Doação de óvulos e outras.

Ao iniciar um processo de reprodução assistida o casal empenha-se ao máximo para que ele seja bem-sucedido, sendo que diversos fatores podem impactar no sucesso dessas técnicas.

O médico especialista é o profissional mais indicado para apresentar quais hábitos o casal pode adotar almejando alcançar melhores resultados no procedimento que será realizado. Algumas boas práticas como a alimentação saudável, entretanto, podem ser iniciadas pelo casal.

Vitaminas essenciais no processo

Diversas vitaminas são essenciais para o organismo, mas especialmente quando almeja-se uma gestação. Uma alimentação mais saudável e rica em nutrientes contribui não apenas para preparar o organismo, mas para dar mais disposição aos tentantes.

Tiamina (B1)

A tiamina é necessária para o sistema nervoso, sendo que a ausência dela causa fadiga, depressão, formigamento, falta de apetite e irritabilidade. Ela pode ser encontrada no arroz integral.

Riboflavina (B2)

A riboflavina afeta diretamente o equilíbrio hormonal, sendo necessária para a metabolização e melhorando o desempenho físico e reprodutivo. A ausência da vitamina pode causar rachaduras na pele, por exemplo. Entre os alimentos que podem ser consumidos estão queijos duros, leite e fígado.

Niacina (Vitamina B3)

A niacina é necessária para a síntese de hormônios sexuais, prevenção de doenças cardíacas, melhora do colesterol, da pele e para desintoxicação do organismo. A ausência dessa vitamina está relacionada com desequilíbrio emocional e dermatites, podendo uma dieta rica em abacate, peixes, ovos e cereais integrais melhorar os níveis de niacina no organismo.

Piridoxina (B6)

A presença da piridoxina no organismo auxilia o alívio de sintomas relacionados à TPM e menstruação, além de atuar como um diurético. A ausência dela no organismo gera sintomas como depressão, irritação, nervosismo, insônia e fraqueza.

Pode ser encontrada em alimentos como melado, repolho, melão, ovo e fígado.

Cobalamina (B12)

A cobalamina ajuda no metabolismo de gorduras, carboidratos e proteínas, além de ser a única vitamina que contém minerais essenciais. A ausência dela pode afetar o sistema neurológico, além de causar problemas menstruais, tremores e anemia. Pode ser encontrada em carne de porco, carne vermelha, ovos, leite e queijo.

Vitamina C

A vitamina C atua como antioxidante e afeta a saúde dos órgãos sexuais, dentes e ossos, além de ajudar a combater a infertilidade masculina. A ausência da vitamina pode causar irritação, perda dos dentes, dores nas juntas e outros problemas. Uma das fontes de vitamina C são as frutas cítricas.

Ácido Fólico (Vitamina do Complexo B)

O ácido fólico é tomado por mulheres que pretendem engravidar, pois atua na prevenção de malformações congênitas e no primeiro trimestre de gravidez ele previne a espinha bífida, sendo ainda importante no tratamento de doenças do coração. A ausência dele no organismo pode causar fraqueza, fadiga, insônia e outros problemas.

As principais fontes de ácido fólico são os vegetais com folhas escuras, abacate, gema, damasco, melão e cenoura.

Alimentos que ajudam x alimentos para evitar

Todos os alimentos citados como fontes de vitaminas úteis à fertilidade do homem e da mulher devem ser consumidos quando se está tentando engravidar. Entre os alimentos a serem evitados estão aqueles com xenobióticos, como agrotóxicos, aditivos, resíduos antibióticos usados em criação de frango, por exemplo.

Esses alimentos impactam negativamente o sistema reprodutivo humano, não sendo indicados para casais que tentam um processo de reprodução assistida.

Agende sua consulta



Redes Sociais

Confira as novidades da Mater Prime nas nossas redes sociais e compartilhe com seus amigos.


© 2015 - Desenvolvido por WSI