Clínica de reversão de vasectomia ajuda homens a recuperarem a fertilidade


compartilhe esse post.

Reversão de vasectomia ajuda homens Cerca de 30% – 40% dos casais que enfrentam problemas de fertilidade ocorrem devido a problemas masculinos que impedem que o casal tenha filhos. O percentual é o mesmo que o de mulheres que apresentam infertilidade e deve ser investigado, analisado e tratado em uma clínica de fertilização.

Uma clínica de reversão de vasectomia realizará toda a investigação necessária e possui todos os instrumentos necessários para realizar o tratamento da melhor forma possível para atingir a gravidez. Um dos motivos da infertilidade de um casal é a presença da vasectomia. A vasectomia é um procedimento cirúrgico realizado pelo homem quando ele não deseja mais ter filhos, mas atualmente pode ser revertido quando esse é o desejo do casal.

Médico especialista em reversão de vasectomia faz o procedimento

Para reverter a vasectomia é preciso buscar uma clínica de reprodução humana. Através de exames e análise clínica o médico especialista irá analisar junto ao paciente a possibilidade e taxa de sucesso da reversão da vasectomia. Quanto mais tempo se passa entre a vasectomia e a reversão, menores são as chances de sucesso na tentativa de gravidez.

A vasectomia consiste em cortar os ductos deferentes masculinos – canais que levam os espermatozoides do epidídimo – para que o sêmen não apresente os espermatozoides e, consequentemente, não haja fecundação. A reversão da vasectomia consiste em religar tais canais, possibilitando que os espermatozoides voltem a serem ejaculados pelo homem.

Porque fazer a reversão de vasectomia?

Diversos motivos levam um homem a desejar a reversão de vasectomia e a possibilidade de sucesso deve ser levada em conta caso a caso. Entre os principais motivos que levam um casal a desejar o procedimento cirúrgico para ter filhos estão:

  • Novo relacionamento;
  • Morte dos filhos;
  • Melhores condições financeiras.

Nem sempre é possível reverter a vasectomia com sucesso, seja porque os canais criaram cicatrização interna que impede que os espermatozoides passem mesmo após a reversão ou por que o trecho seccionado foi muito grande, impedindo a religação dos ductos. Nesses casos, é indicado que o casal procure algum outro tratamento de reprodução assistida, como a punção dos epidídimos para obter espermatozoides e fertilizar os óvulos através da ICSI, ou até mesmo a doação de espermatozoides como forma de ter filhos.

Imagem: Shutterstock.



Redes Sociais

Confira as novidades da Mater Prime nas nossas redes sociais e compartilhe com seus amigos.


© 2015 - Desenvolvido por WSI