Diferença entre a FIV simplificada e FIV convencional


compartilhe esse post.

FIV

Ao procurar por um tratamento de reprodução assistida, muitos casais deparam-se com os métodos de FIV simplificada e FIV convencional, sendo que a indicação e diferenças entre eles nem sempre ficam claras para os casais tentantes.

Primeiramente, deve-se procurar um especialista em reprodução humana de confiança e qualificado. Esse é o profissional mais indicado para tirar dúvidas sobre tratamentos de reprodução, assim como conduzir uma investigação minuciosa para identificar quais as causas de infertilidade no homem, na mulher ou no casal. Apenas com esse processo será possível determinar se a fertilização in vitro (FIV) é o melhor procedimento e qual o método mais adequado e com mais chances de sucesso, se a simplificada ou convencional.

Quais as diferenças entre a FIV convencional e simplificada?

A FIV convencional e simplificada tem algumas diferenças que fazem com que cada procedimento possa ser indicado para situações específicas. Por exemplo, mulheres com problemas graves nos óvulos podem se beneficiar mais do método tradicional.

Compreender quais são as diferenças permite que a decisão quanto ao tratamento que será realizado possa ser mais embasada e consciente. Dessa forma, conheça algumas das diferenças entre esses métodos de reprodução humana.

Quantidade de medicamento ingerida

A diferença mais significativa entre os dois métodos de FIV refere-se à quantidade de medicamento que deve ser ingerida pela mulher na realização do tratamento. No caso da FIV convencional são ministrados inicialmente os inibidores de ovulação e, posteriormente, os estimuladores, de forma que a ovulação acorra no período definido para o tratamento. Esse processo dura, em média, 15 dias.

Além disso, há acompanhamento mais rígido da ovulação, com exames de sangue diários para determinar o dia em que os óvulos estarão mais maduros e também exames de imagem, para que a extração seja realizada no momento adequado.

Já na FIV simplificada não são ministrados os inibidores de ovulação e os estimulantes são ingeridos em menor quantidade. O acompanhamento do amadurecimento dos folículos também não ocorre diariamente, com cerca de três ultrassonografias transvaginais para determinar se está no momento de realizar a extração ou não.

Número de óvulos obtidos

Com as importantes diferenças apresentadas anteriormente, altera-se também o resultado obtido com o estímulo ovariano. Enquanto uma FIV convencional resulta em 10 a 20 óvulos, a simplificada gera entre três e seis óvulos.

Considerando a grande diferença na quantidade de folículos obtidos, é necessário que o método esteja de acordo com o quadro clínico da paciente. Uma mulher que tenha problemas severos nos óvulos, quando submetida à FIV simplificada, pode gerar apenas óvulos impróprios, sendo que no método convencional existem mais chances de óvulos saudáveis.

Por sua vez, embriões excedentes após o processo de fertilização em laboratório devem ser congelados. O Conselho Federal de Medicina (CFM) permite a transferência de, no máximo, quatro embriões por tentativa. Dessa forma, se forem obtidos mais embriões nesse processo, eles deverão ser congelados por, no mínimo, três anos.

Investimento necessário

Por fim, uma diferença entre a FIV convencional e a simplificada é o investimento necessário para a realização do procedimento. Uma vez que o método simplificado exige menor ingestão de medicamentos, é possível ter uma economia significativa nessa etapa do tratamento.

Há ainda menores chances de precisar investir no congelamento de embriões excedentes, que apesar de não ser cobrado o congelamento em si, possui uma taxa mensal de manutenção.

Entretanto, o casal não pode considerar apenas a questão financeira ao optar por um tratamento ou outro, sendo imprescindível a avaliação de um especialista para determinar se as chances de sucesso podem ser afetadas pelo tipo de procedimento. Normalmente, tanto as chances da FIV convencional e simplificada são de 40% em cada tentativa de fertilização.

 



Redes Sociais

Confira as novidades da Mater Prime nas nossas redes sociais e compartilhe com seus amigos.


© 2015 - Desenvolvido por WSI