Endometriose pode causar infertilidade nas mulheres?


compartilhe esse post.

Endometriose

De acordo com a Associação Brasileira de Endometriose (SBE), a patologia é encontrada entre 10% a 15% das mulheres em idade fértil. Uma vez que a endometriose causa infertilidade, muitas dessas mulheres só têm um diagnóstico da doença quando encontram dificuldade para engravidar.

A endometriose é a principal causa de infertilidade feminina, sendo que entre 30% e 40% das mulheres que sofrem de endometriose têm infertilidade. Já entre as mulheres inférteis, 50% delas são diagnosticadas com a doença. Portanto, uma vez que essa patologia pode sim causar infertilidade é necessário conhecer melhor quais os sintomas e qual a relação entre ambas as condições.

Por que a endometriose causa infertilidade?

Primeiramente é preciso entender melhor o que é a endometriose. O útero é revestido por um tecido chamado de endométrio que, a cada ciclo menstrual quando não há concepção, descama e é eliminado na menstruação. Quando parte desse tecido não é eliminada, ela vai para órgãos adjacentes como ovários, trompas, intestinos, bexiga, apêndice e vagina, sendo essa a caracterização da endometriose: tecido endometrial fora do útero.

Devido a esse tecido endometrial que se concentra em diferentes partes do aparelho reprodutivo feminino ocorrem mudanças na anatomia desses órgãos conforme o processo inflamatório se agrava. É justamente essa alteração anatômica que provoca a infertilidade feminina em mulheres acometidas com a patologia.

Entretanto, algumas mulheres com endometriose ainda em estágios iniciais também podem apresentar infertilidade. Da mesma forma, nem todas as mulheres diagnosticadas com a doença têm dificuldade para engravidar. Tanto as causas, como alguns casos diferentes ainda não são totalmente explicados pela Medicina.

Um dos fatores que tornam a endometriose mais preocupante para os médicos e pacientes é a demora do diagnóstico. Muitas mulheres convivem com a doença por muitos anos antes que ela seja identificada. Além de que 10% das mulheres não apresentam sintomas, também é comum que mesmo em pacientes com sinais da doença, ela só seja confirmada em sete anos, segundo a média. Em mulheres com menos de 20 anos, o diagnóstico pode demorar aproximadamente 12 anos.

Como a mulher afetada pela endometriose pode engravidar?

Mulheres acometidas pela endometriose podem optar pelo tratamento cirúrgico, chamado de laparoscopia, e também pelo controle medicamentoso. No caso da cirurgia, 50% das pacientes têm chances de concepção futura.

Além dessas opções, a mulher acometida pela endometriose e que tenha infertilidade também pode optar por tratamentos de reprodução humana indicados por um especialista da área. Dessa forma, as chances de ser mãe biológica aumentam e a mulher pode engravidar, de acordo com o caso e considerando alguns fatores, como idade, qualidade de óvulos e outros.

Ainda que muitas pessoas afirmem que a gravidez amenize a doença, ainda que durante a gestação os sintomas possam melhorar, pois não ocorre a escamação do endométrio, após o nascimento a patologia pode persistir. Devido ser considerada uma doença grave do sistema reprodutivo feminino, mulheres com endometriose que engravidam devem fazer um acompanhamento pré-natal rigoroso.

Dessa forma, apesar da endometriose causar infertilidade e ser a principal doença associada à dificuldade de engravidar, existem tratamentos para amenizar os sintomas da doença e também visando proporcionar à mulher chances de engravidar e gerar um filho.



Redes Sociais

Confira as novidades da Mater Prime nas nossas redes sociais e compartilhe com seus amigos.


© 2015 - Desenvolvido por WSI