Fertilização in Vitro é opção para casos de infertilidade feminina e masculina


compartilhe esse post.

Fertilização in vitro

O tratamento de fertilização in vitro é um dos métodos mais usados atualmente no Brasil para casos onde o casal não consegue ter um filho naturalmente. O diferencial deste tratamento é que ele é indicado tanto para situações onde a mulher apresenta a infertilidade, como na endometriose ou problemas nas trompas, mas também como tratamento para infertilidade masculina.

O sucesso do procedimento irá depender muito do caso específico, o que pode ser avaliado em conjunto com o especialista.

Quando procurar um obstetra

O procedimento de fertilização in Vitro deve ser considerado após um especialista em obstetrícia ser consultado e determinar quais são as causas da infertilidade.

O indicado é que o suporte profissional seja procurado após um ano de tentativas de gravidez sem sucesso. No entanto existem outros cenários a serem considerados onde a procura por um especialista pode ser feita após seis meses de tentativas:

  • No caso de mulheres com mais de 35 anos
  • Quando o casal já tenha apresentado um fator que interfere na fertilidade
  • Ausência de menstruação regular
  • Histórico de infecção grave
  • Endometriose já identificada
  • Suspeita de alteração no sêmen

Com o aconselhamento médico adequado será possível determinar qual a melhor opção de tratamento para as características específicas do problema. O tratamento indicado pode ser ou não a fertilização in vitro.

E se a fertilização in Vitro for o método escolhido?

Se o seu obstetra indicar a fertilização in vitro o próximo passo é conhecer todos os procedimentos realizados neste tratamento. O suporte dado pela clínica de fertilização irá garantir que o casal esteja bem informado, com informações como: qual o processo realizado, quais as chances de sucesso, a duração do tratamento, entre outros fatores que influenciam a tomada de decisão do casal.

Fertilizacao in vitro

O procedimento envolve basicamente três etapas:

Estimulação Ovariana

O hormônio FSH é administrado nas mulheres para crescimento dos folículos do ovário. O acompanhamento é feito quase que diariamente neste período, para que quando os folículos atinjam o tamanho adequado, seja administrado o hCG para amadurecer os óvulos e induzir a ovulação. Este processo de estímulo dura entre 9 e 12 dias, em média.

Captação dos Óvulos

Este procedimento será realizado entre 34 e 36 horas após a injeção de hCG para obtenção dos óvulos existentes dentro dos folículos dos ovários. Com uma anestesia geral é feita a punção ovariana com agulha guiada por ultrassom transvaginal que pode coletar múltiplos óvulos em um período de 30 minutos. Posteriormente eles são armazenados em tubos de ensaio com um líquido nutritivo e mantidos em estufa até o momento da fertilização in Vitro.

Transferência de Embriões

box mater primeA transferência de embriões para o útero é feita entre três a cinco dias após a fertilização in vitro. Geralmente o procedimento não exige anestesia, pois o desconforto causado é semelhante ao da coleta do exame de Papanicolau, sendo guiado por ultrassom.

É indicado um repouso de dois dias após a realização do procedimento, evitando esforço físico. Deve ser mantido o uso de medicamentos para suporte da gestação e o teste de gravidez deve ser feito entre 9 e 12 dias após o procedimento.



Redes Sociais

Confira as novidades da Mater Prime nas nossas redes sociais e compartilhe com seus amigos.


© 2015 - Desenvolvido por WSI