Avaliação do Casal

Avaliação do Casal infertilidade

Quando o casal suspeita da infertilidade, é importante buscar ajuda especializada. Assim é possível realizar uma avaliação profunda sobre o casal e através de exames detectar quais são os motivos que impedem a gravidez natural.

Cada sexo possui características próprias que propiciam a concepção. Alterações nessas características impedem a gravidez e devem ser diagnosticadas e tratadas. Na maioria dos casos, o médico especialista consegue descobrir qual é a causa da infertilidade através de exames.

Homens

Para um homem ser considerado fértil, a produção de espermatozoides pelos testículos deve ser adequada, tanto em quantidade de gametas quanto em qualidade. E existem outros fatores masculinos que causam infertilidade. Os exames diagnósticos mais frequentes para o público masculino são:

  • Espermograma – avalia a quantidade, mobilidade e forma dos espermatozoides através de análise laboratorial de amostra de sêmen. Geralmente a amostra é obtida através da masturbação.
  • Dosagem Hormonal –  através de amostra de sangue, este exame determina os níveis de testosterona e outros hormônios masculinos presentes no organismo do indivíduo.
  • Ultrassom transretal e escrotal – através de ultrassonografia da região é possível diagnosticar certas condições como ejaculação retrógrada e obstrução do ducto ejaculatório.

Fatores Masculinos

 

Mulheres

Para uma mulher ser fértil, a ovulação deve ser periódica e seu trato reprodutivo deve permitir que os óvulos e espermatozoides se encontrem, com seus órgãos reprodutivos saudáveis e funcionais. Os exames diagnósticos mais frequentes para as mulheres são:

  • Exames para detectar ovulação – através de uma ultrassonografia realizada na fase peri-ovulatória ou um exame de sangue podem determinar se a mulher está ovulando normalmente. O exame de sangue consegue medir o nível hormonal de progesterona no organismo e assim detectar a ovulação.
  • Histerossalpingografia – esse exame consiste em injetar contraste no útero e realizar então uma sequência de radiografias para determinar a cavidade e a progressão do contraste através do útero e das trompas de falópio.
  • Dosagem hormonal – pode ser realizada para verificar os níveis de hormônios ovulatórios, assim como dos hormônios da tireóide e hipofisário.
  • Reserva ovariana – alguns exames podem ser realizados para determinar a reserva ovariana. Esta abordagem geralmente começa com testes hormonais no início do ciclo menstrual de uma mulher.
  • Cariótipo – o exame pode determinar se há um defeito genético responsável pela infertilidade.
  • Ultrassonografia pélvica – pode ser utilizado para avaliação complementar do trato reprodutor feminino.

Fatores Femininos

 

Além dos exames mais comuns listados acima, o médico pode ainda solicitar avaliações complementares específicas de acordo com a necessidade de cada casal.

 

Redes Sociais

Confira as novidades da Mater Prime nas nossas redes sociais e compartilhe com seus amigos.


© 2015 - Desenvolvido por WSI