Mini-FIV: tratamento para fertilidade pode ter preço mais acessível


compartilhe esse post.

Tratamento mini-fiv pode ter preço acessível | Clínica Mater Prime

A Mini-FIV (Mini Fertilização in Vitro) é uma técnica desenvolvida recentemente que preza o mínimo estímulo ovariano, com doses menores de hormônios, valorizando a qualidade dos óvulos produzidos em detrimento de uma grande quantidade de material genético. Neste procedimento são gerados entre 1 e 4 óvulos no máximo, enquanto em um procedimento de fertilização in vitro tradicional são dezenas de óvulos.

Na FIV tradicional é utilizada uma dose maior de medicações com o objetivo de gerar um grande estímulo dos óvulos, aumentando a chance de fecundação. Normalmente, nesses casos, são gerados excedentes de embriões que podem ser congelados para tentativas futuras, caso as primeiras não obtenham o sucesso esperado.

Na Mini-FIV dificilmente há o congelamento de excessos de óvulos, pois a quantidade produzida de material genético já é utilizada em uma única tentativa. Para que essa produção ovariana seja em menor quantidade, mas uma qualidade superior dos óvulos, são ministradas baixas doses de medicações injetáveis, frequentemente associadas com comprimidos.

A qualidade superior dos óvulos nessa técnica de fertilização in vitro se deve também a um processo mais natural, pois mensalmente o organismo feminino produz um óvulo para fecundação. Também há uma menor chance do óvulo fertilizado pelo Mini-FIV apresentar alterações cromossômicas.

Benefícios do Mini-FIV

O crescimento da procura pela técnica de Mini-FIV se deve aos muitos benefícios encontrados pelos casais que optam por esse método, entre eles:

  • Gasto com medicações pode ser 30% a 40% menor ao da fertilização in vitro convencional;
  • Indicado para casais que não desejam ter embriões excedentes e fazer o congelamento;
  • Redução dos efeitos colaterais produzidos pelas medicações, entre eles retenção de líquido, inchaço abdominal e aumento de peso;
  • Menor custo financeiro, devido a economia do casal com as medicações necessárias.

Tratamento de fertilidade

A Mini Fertilização in Vitro apresenta taxas de sucesso semelhantes as obtidas no FIV tradicional, no entanto, especialistas ressaltam que o método pode gerar um maior número de cancelamentos do ciclo estimulado e menor número de transferência de embriões.

Essa técnica é, muitas vezes, indicada para mulheres acima de 40 anos, pois nessa faixa etária é maior a possibilidade de gerar óvulos com alterações cromossômicas.

Uma clínica de fertilização é o melhor local para a mulher buscar mais informações sobre os métodos de fertilização ou reprodução assistida. Assim, o profissional adequado irá instruir sobre os benefícios de optar pelo Mini-FIV ou FIV tradicional.



Redes Sociais

Confira as novidades da Mater Prime nas nossas redes sociais e compartilhe com seus amigos.


© 2015 - Desenvolvido por WSI