Novos experimentos tentam melhorar as chances de sucesso de FIV em casos de aborto de repetição


compartilhe esse post.

Alguns estudos estão avaliando a aplicação de Intralipídio em casais que apresentaram episódios de aborto de repetição e falhas na implantação embrionária. Essa tratamento, ainda experimental, visa aumentar a chance de sucesso de gravidez para esses casais. Estudos anteriores já avaliaram o uso de imunoglobulina e corticoide. Esse tratamento com Intralipídio poderia substituir esses medicamentos.

De acordo com os estudos, o tratamento com Intralipídio pode aumentar as chances de sucesso da fertilização in vitro para os casos de abortos naturais recorrentes e falhas na implantação embrionária por causas imunológicas, principalmente quando é diagnosticado o aumento na taxa de células Natural Killer (NK) no sangue e no endométrio da tentante.

fiv

Essas células recebem esse nome por destruírem células tumorais ou as infectadas por algum vírus que o sistema imunológico reconheça. No entanto, quando excessivas, podem afetar a receptividade do endométrio ao embrião, durante a janela embrionária, resultando em quadros de aborto natural.

O que é o Intralipídio?

O Intralipídio consiste em uma substância administrada via intravenosa, composta por lipídios considerados bons para o corpo, que fornecem quantidades de calorias e de ácidos graxos essenciais para o organismo. Os efeitos do Intralipídio são muito semelhantes aos da imunoglobulina e do corticoide utilizados experimentalmente em alguns casos durante o tratamento de FIV, contudo pode ser até 5 vezes mais acessível.

A substância age de forma a suprimir as células NK e alguns componentes do sistema imunológico da mãe, como o que é responsável por resguardar o embrião da reação dos anticorpos que poderiam desencadear um episódio de falha implantacional.

Como o novo tratamento pode auxiliar na FIV?

Naturalmente, o corpo humano é programado para combater corpos estranhos, por meio da ação dos anticorpos. Partindo do princípio de que o embrião é um corpo estranho no organismo da gestante, para que o sistema imunológico aceite a presença dele ali e, consequentemente, haja a implantação, ocorrem diversas modificações imunológicas.

Num estudo realizado com pacientes diagnosticadas com falha de implantação e com elevação da taxa de células Natural Killer, 200 foram tratadas com Intralipídio e 242 com imunoglobulina humana. Os resultados foram: 62% de nascidos vivos para as pacientes tratadas com Intralipídio e 52% para imunoglobulina.

 Apesar de ainda não ter sido confirmado por meio de qual mecanismo o Intralipídio se comunica com o sistema imunológico da paciente, os especialistas em reprodução humana afirmam que a substância se interliga aos receptores das células NK e inibem a capacidade nociva delas.

 Favor colocar a referencia do estudo aqui!

Agende sua consulta

 

 



Redes Sociais

Confira as novidades da Mater Prime nas nossas redes sociais e compartilhe com seus amigos.


© 2015 - Desenvolvido por WSI