Fatores que prejudicam a fertilização do casal


compartilhe esse post.

Entre os fatores que prejudicam a fertilização do casal podem estar questões relacionadas com problemas de fertilidade, doenças ginecológicas, hábitos de vida, idade, entre outros. Devido à diversidade de elementos, um especialista em reprodução humana pode ajudar o casal a identificar os problemas relacionados com a dificuldade para engravidar.

Conheça melhor como cada um desses elementos podem impactar a fertilização do casal, diminuindo as chances tanto de uma concepção natural, como as de sucesso em um tratamento de infertilidade.

Idade avançada

A idade avançada é um quesito que impacta principalmente a fertilidade da mulher, que começa a apresentar queda após os 25 anos. O adiamento da maternidade surge assim como um dos fatores que podem prejudicar a fertilidade do casal.

A fertilidade masculina também pode diminuir com o avanço da idade, entretanto, entre eles essa redução é muito menor do que a identificada nas mulheres.

Doenças sexualmente transmissíveis (DSTs)

A falta de tratamento de doenças sexualmente transmissíveis pode afetar a fertilização. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), entre 10% e 40% das mulheres que não trataram doenças como gonorreia e clamídia possuem inflamação na pélvis, o que reduz as chances de gestação.

No caso dos homens, a gonorreia causa a obstrução do canal ductal, que é por onde ocorre a ejaculação, prejudicando também a fertilidade.

Tratamentos oncológicos

O câncer em si não é responsável pela redução da fertilidade, mas os tratamentos oncológicos associados a ele são. Especialmente a quimioterapia pode afetar o sistema reprodutor tanto feminino quanto masculino.

Indica-se técnicas de preservação da fertilidade, como o congelamento de óvulos, antes de iniciar o tratamento do câncer ou optar por técnicas de reprodução assistida posteriormente ao tratamento.

Qualidade de vida

Um quesito que ganha menos atenção de casais que estão tentando engravidar, mas que é importante tanto na fertilização, quanto no desenvolvimento do bebê são os hábitos mantidos pelos pais.

  • peso: tanto o excesso como o peso menor que o indicado podem causar dificuldades para engravidar devido aos problemas hormonais associados com um índice de massa corporal (IMC) inadequado; 
  • estresse: um cotidiano muito estressado e com ansiedade causa alterações no funcionamento da glândula hipófise, responsável por liberar hormônios relacionados com a ovulação, o que pode prejudicar uma concepção natural;
  • hábitos: manter hábitos prejudiciais à saúde como tabagismo, álcool, sedentarismo, uso de drogas e entorpecentes pode resultar em agravantes para a fertilidade do casal e também impactar o desenvolvimento fetal.

Portanto, manter uma qualidade de vida elevada, com hábitos saudáveis é mais uma forma de melhorar a fertilização do casal.

Doenças ginecológicas

As doenças ginecológicas também são consideradas como fatores que prejudicam a fertilização. Nesses casos, manter um tratamento com ginecologista é a forma de evitar o agravamento da condição.

  • Síndrome dos Ovários Policísticos: a síndrome acomete cerca de 10% das mulheres e está presente em 75% dos casos de infertilidade feminina. Pode causar a ausência de ovulação ou excesso de hormônios masculinos, como a testosterona;
  • endometriose: a patologia afeta entre 10 e 15% das mulheres em idade reprodutiva e pode ser responsável por cólicas intensas. Em casos mais graves pode ser necessário recorrer à cirurgia para que seja possível engravidar;
  • miomas: mais comum em mulheres entre 30 e 40 anos, os miomas podem causar alterações no útero, tornando a ovulação e a concepção mais difíceis. Um ginecologista deve ser consultado nesses casos;

Além das causas relacionadas com a infertilidade feminina, também é possível que haja relação com problemas entre os homens.

Varicocele

A varicocele é a principal causa de infertilidade masculina, sendo responsável por 40% dos casos. O que ocorre é uma dilatação das veias de drenagem dos testículos, aumentando a temperatura instratesticular e prejudicando a produção de espermatozoides.

Para identificar quais fatores prejudicam a fertilização do casal, dificultando uma gestação espontânea, é possível procurar ajuda com um médico especialista em reprodução humana.

Agende sua consulta



Redes Sociais

Confira as novidades da Mater Prime nas nossas redes sociais e compartilhe com seus amigos.


© 2015 - Desenvolvido por WSI