Programa de Ovodoação

Programa de Ovodoação

A doação de óvulos constitui um ato de solidariedade e altruísmo que permite ajudar uma mulher que não pode ser mãe devido à baixa qualidade ou ausência de óvulos a realizar esse sonho. A doação representa um grande gesto de amor ao próximo.

A doação de óvulos deve ser SIGILOSA e ANÔNIMA, ou seja, somente a equipe médica tem a informação do binômio doadora-receptora e a paciente doadora e receptora não podem se conhecer. Desde abril de 2013, apesar do anonimato, o CFM (Conselho Federal de Medicina) permite que a paciente receptora ajude financeiramente no tratamento de fertilização in vitro da doadora.

Aspectos legais

A questão da ovodoação envolve diversas questões legais que precisam ser obedecidas pela doadora, pela receptora e pelos médicos envolvidos no tratamento. Além do anonimato das partes, que não podem se conhecer, eles precisam ter plena capacidade psicológica, uma vez que é difícil para um casal aceitar criar um filho que não compartilha seu material genético, e a doadora, por sua vez, precisa ter consciência e desprendimento, uma vez que não terá nenhum direito sobre a criança ou informação sobre a mesma.

Além disso, a doadora deve:

  • Ter menos de 30 anos;
  • Nenhum histórico de doença genética familiar;
  • Não ter doenças infectocontagiosas;
  • Apresentar bom potencial ovariano;
  • Tipo físico e sanguíneo compatíveis com a receptora.

A doação de óvulos é um gesto simples e que pode ajudar imensamente alguma mulher que não consegue engravidar e deseja ser mãe.

Redes Sociais

Confira as novidades da Mater Prime nas nossas redes sociais e compartilhe com seus amigos.


© 2015 - Desenvolvido por WSI