Reversão de Laqueadura

A laqueadura tubária ( ou “ligadura das trompas”)  é considerada uma técnica de contracepção definitiva. Ocorre  o corte ou a ligadura das tubas uterinas, impedindo o encontro dos óvulos produzidos pelos ovários  e os espermatozóides que ascendem pelo útero até chegar nas tubas.

Da mesma forma que a vasectomia, atualmente é cada vez mais frequente o desejo de nova gestação após a realização da laqueadura, ou por novo relacionamento conjugal , pelo desejo de novos filhos por melhora das condições financeiras ou pela perda de algum filho.

A possibilidade de reversão da laqueadura consiste na reanastomose cirúrgica das porções das tubas uterinas seccionadas nas ligaduras tubáreas. O procedimento é realizado com fio cirúrgico extremamente fino e com técnica microcirúrgica (auxílio de microscópio cirúrgico). Porém, a reversão é considerada um procedimento complexo e a taxa de sucesso varia entre 50% a 80% dos casos.

Quando não há a possibilidade de reversão,  a gestação pode ser alcançada através da fertilização in vitro. Na FIV, o encontro do óvulo com o espermatozóide é realizado no laboratório, substituindo a função das tubas.

Quanto mais jovem for e quanto menos tempo entre a laqueadura e sua reversão, maiores são as taxas de sucesso.

A decisão entre a realização da reversão da laqueadura ou de fertilização in vitro depende da idade da paciente, do local da tuba onde foi realizada a laqueadura e dos outros fatores que podem dificultar a gravidez.

Redes Sociais

Confira as novidades da Mater Prime nas nossas redes sociais e compartilhe com seus amigos.


© 2015 - Desenvolvido por WSI