Reversão de Vasectomia

reversao da vasectomia

A vasectomia é uma técnica cirúrgica considerada um método contraceptivo masculino definitivo. Por meio dessa cirurgia os ductos deferentes do homem são ligados, impedindo que os espermatozoides façam parte do sêmen, uma vez que tais canais transportam os espermatozoides produzidos nos testículos para a uretra, que recebe também os líquidos seminais produzidos pelas vesículas seminais e pela próstata.

A imagem abaixo ilustra o procedimento, que não impede a ejaculação masculina nem interfere na sensação de prazer durante o ato sexual, apenas impede a concepção. O procedimento é realizado em ambulatório com anestesia geral, durando menos de 3 horas e sendo considerado pouco invasivo, com o homem sendo liberado no mesmo dia.

clínica de Reversão de vasectomia

Figura 1. Esquema mostrando local da vasectomia.

Motivos para reversão da Vasectomia

Embora seja considerada uma técnica permanente de contracepção, uma vez que por muitos anos era irreversível, atualmente a reversão da vasectomia é possível e é cada vez mais frequente, sendo os principais motivos dos homens que buscam tal procedimento:

  • Novo relacionamento;
  • Desejo de mais filhos na mesma relação;
  • Morte de filhos.

Na reversão de vasectomia, o termo médico utilizado para a cirurgia é vaso-vaso anastomose, na qual há a recanalização dos ductos deferentes, permitindo novamente a passagem dos espermatozoides. Vale ressaltar que mesmo enquanto os ductos estão ligados, a produção das células reprodutivas masculinas continua e as mesmas ficam armazenadas nos epidídimos.

Devido ao tamanho dos ductos a cirurgia é realizada com o auxílio de um microscópio e fios cirúrgicos extremamente finos, que farão novamente a junção das partes que foram desconectadas, devolvendo assim a fertilidade ao homem.

Porém, nem sempre a reversão da vasectomia apresenta um sucesso adequado, pois alguns fatores estão envolvidos, principalmente o tempo da vasectomia. De forma geral, após 10 anos da vasectomia a taxa de sucesso diminui consideravelmente. A taxa de sucesso da reversão varia de 20% a 80%, porém a taxa de gestação natural após a reversão é de cerca de 30%. Isso se deve a outros fatores envolvidos, como a idade da parceira e se não há alguma outra causa que possa dificultar uma futura gestação após a reversão da vasectomia. Casais que já tiveram filhos podem apresentar alguma dificuldade para ter uma nova gestação, mesmo com presença de espermatozoides no sêmen após a reversão da vasectomia.

O tempo após a reversão da vasectomia para a produção de espermatozoides viáveis varia entre 6 a 12 meses e a gestação natural pode demorar cerca de 12 a 18 meses, sem que isso implique em casos de infertilidade.

Problemas após a reversão de Vasectomia

Apesar da possibilidade de reversão, nem sempre o tratamento apresenta sucesso adequado, pois alguns outros fatores estão envolvidos, como por exemplo, o tempo decorrido entre a reversão e a vasectomia. De forma geral, podemos apontar que após 10 anos da vasectomia a taxa de sucesso diminui consideravelmente.

A taxa de sucesso da reversão varia de 20% a 80%, porém a taxa de gestação natural após o procedimento é de cerca de 30%. Isso se deve a outros fatores envolvidos, tais como a idade da parceira e se não há alguma outra causa que possa dificultar uma futura gestação após a reversão da vasectomia.

Mesmo casais que já tiveram filhos podem apresentar alguma dificuldade para ter uma nova gestação, mesmo com presença de espermatozoides no sêmen após a reversão da vasectomia, por motivos de infertilidade associados à idade ou a algumas doenças que podem surgir nesse interim.

Outro problema que pode ocorrer é quando após a recanalização dos ductos, os mesmos apresentam alguma obstrução parcial do canal, o que diminui a concentração e a motilidade dos espermatozoides e dificulta a gestação natural.

 

vasectomia para recuperar a fertilidade do homem

Figura 2. Reversão da vasectomia com técnica microcirúrgica.

Outros tratamentos

Para os homens vasectomizados que não apresentam uma boa chance de sucesso na reversão e desejam ter filhos, é possível obter os espermatozoides por técnicas de aspiração diretamente dos testículos (TESA) ou dos epidídimos (PESA). Esse procedimento é realizado juntamente na coleta dos óvulos da parceira pela técnica de fertilização in vitro e garante ao casal a equidade genética dos embriões.

É importante frisar que cada casal deve ser avaliado de forma individualizada para a correta escolha do método ideal para obter a gestação, seja ela de forma natural ou assistida. 

 

Conheça os fatores masculinos de infertilidade

 

Redes Sociais

Confira as novidades da Mater Prime nas nossas redes sociais e compartilhe com seus amigos.


© 2015 - Desenvolvido por WSI