Varicocele atinge 20% dos homens e é maior causa de infertilidade masculina


compartilhe esse post.

Varicocele é a maior causa de infertilidade masculina

Em metade dos casos de infertilidade de um casal, o problema pode estar ligado à fertilidade masculina e não a feminina. Entre as principais causas deste problema está a varicocele, que atinge 20% dos homens no mundo. A doença é assintomática, o que quer dizer que muitas vezes não é possível identificá-la por meio de indícios na saúde ou qualidade de vida do portador.

 

Mesmo que seja a causa mais comum de infertilidade masculina, 2/3 dos homens que têm varicocele são férteis.

 

O que é varicocele?

 

A varicocele é a dilatação das veias dos testículos, sendo muito semelhante ao que ocorre em outras partes do corpo, as chamadas varizes. Nestes casos existe uma insuficiência das veias em fazer a drenagem, o que resulta em um represamento sanguíneo e a uma dilatação venosa na região escrotal.

 

Devido a posição da veia testicular esquerda, em 80%  dos casos de varicocele são identificados no testículo esquerdo, no entanto, pode afetar a produção e a qualidade dos espermatozoides de ambos os testículos.

 

As causas da varicocele, até o momento, não são claras para a medicina, mas sabe-se que o surgimento da doença está relacionado com as válvulas das veias do cordão espermático que, quando dilatadas, impedem que o sangue flua adequadamente.

A varicocele normalmente aparece durante a puberdade, surgindo principalmente entre os 14 e 15 anos e como não possui sintomas claros, podem demorar anos para ser identificada.

 

Como identificar a varicocele?

 

Como na maioria dos casos a varicocele é uma doença assintomática, pode ser difícil de ser identificada, mesmo que influencie na produção e qualidade dos espermatozoides, não há um sintoma claro. Ainda assim, existem pacientes que relatam os seguintes fatores no testículo:

  • Sensação de peso;
  • Dor intermitente;
  • Infertilidade;
  • Aumento do volume escrotal.

Caso exista a suspeita da varicocele, o melhor procedimento é procurar um urologista para realização do exame físico que permitirá identificar a patologia. Outra maneira comumente usada entre os especialistas para identificar a doença é o ultrassom com dopplervelocimetria dos testículos.

Varicocele e Infertilidade

Para produção adequada dos espermatozoides, com qualidade para fecundação, os testículos possuem uma temperatura, em média, de 1,5º a 2º C menor que a do corpo. Uma das explicações mais aceitas para justificar a relação entre a varicocele e a fertilidade seria que a patologia causa um aumento na temperatura escrotal, o que resulta na baixa qualidade dos espermatozoides produzidos.

 

Ainda existem outras hipóteses em discussão que explicariam a relação entre varicocele e infertilidade, são elas:

  • Mudanças na circulação sanguínea na região, que resulta na hipóxia testicular ou diminuição da concentração de oxigênio, aumento do gás carbônico e problemas no tecido testicular.
  • Danos ao testículo causados pelo refluxo de metabólitos renais e adrenais.
  • Problemas imunológicos e hormonais, além de alterações em fatores oxidantes seriam outras hipóteses relacionadas a varicocele.
  •  

Tratamento da varicocele

 

Para identificar a varicocele pode ser realizado um exame físico, sempre com o homem em pé, luz ambiente adequada.Nos casos de dúvida, o ultrassom testicular auxilia o diagnóstico. O tratamento pode variar com diferentes fatores, como grau de complexidade da patologia e idade do paciente, sendo que nem sempre o paciente opta por realizar o tratamento. A correção cirúrgica é o tratamento indicado. Caso a varicocele esteja relacionada com a infertilidade, algumas pessoas podem procurar uma clínica de reprodução humana, onde será possível realizar uma cirurgia de correção da varicocele ou mesmo optar por um tratamento de fertilização in Vitro.

 

A cirurgia ideal é realizada com o auxílio de microscópio cirúrgico ( microcirurgia), sendo que o paciente recebe alta no mesmo dia. Caso realize a cirurgia, o paciente deve realizar um espermograma entre 3 e 6 meses após o procedimento para avaliar os resultados. É importante destacar que tratamentos de reprodução assistida, como a fertilização in Vitro, podem ser alternativas em alguns casos. Nos casos que a varicocele é responsável pela baixa qualidade do sêmen e o espermograma apresentar alterações importantes na concentração ou motilidade dos espermatozoides,a cirurgia dificilmente irá restaurar completamente a produção normal. Nesses casos, está indicada a fertilização in vitro. Nos casos de tratamentos de fertilização in vitro com geração de embriões com baixa qualidade e ausência de gravidez, a cirurgia de correção de varicocele pode melhorar as taxas de sucesso nos tratamentos de fertilização in vitro.



Redes Sociais

Confira as novidades da Mater Prime nas nossas redes sociais e compartilhe com seus amigos.


© 2015 - Desenvolvido por WSI